A crise econômica de Annie Leibovitz

A fotógrafa Annie Leibovitz, segundo o “The New York Times”, empenhou não só algumas das suas propriedades, mas também parte da sua obra (direitos de autor e negativos das fotografias) em troca de um empréstimo de 15 milhões de dólares.
São os direitos sobre seu acervo de fotografias já consagradas, e ainda sobre as que a fotógrafa irá fazer no futuro, que a partir de agora pertencem à empresa Art Capital, que se especializou numa tendência recente: emprestar dinheiro, recebendo arte como garantia.
Quando Leibovitz terminar de pagar o empréstimo, os direitos sobre o trabalho voltarão a pertencer-lhe.

Vamos torcer para que ela consiga pagar a dívida e tenha seu maravilhoso acervo de volta.